Cabernet Franc – Curiosidades e Dicas de Vinhos

Amigos,
Esse próximo Post é mais uma parceria com o Confrade Ivan Ribeiro, que traz curiosidades e características da uva Cabernet Franc. Aproveito para listar 5 vinhos desta cepa que são excelentes! Boa Leitura!

“Cabernet Franc pode ser descrita como o lado feminino da Cabernet Sauvignon”  (Jancis Robinson.)

A Cabernet Franc é uma variedade das uvas vitis viníferas que tem muita importância para o mundo vinicultor, adéqua-se bem em cortes e tem uma elegância magistral em sua varietal onde apresenta vinhos com cor rubi sem tanta profundidade, de corpo leve a médio, com frescor e textura macia. A uva é originária dos Pyrénées espanhóis (cordilheira entre a França e a Espanha, no sudoeste da Europa) e chegou à França graças a peregrinos que voltavam de Santiago de Compostella. Tendo na França indicação regional primária no Vale do Loire, no século XVII, posteriormente ganhou especial destaque na Região de Bordeaux no final do século XVIII.

cabernet-franc

O Cabernet Franc possui outras nomenclaturas em regiões diversas, como em St-Émilion o nome de Bouchet, Breton no Loire e Menciá na Galícia. Suas principais características são de uma casta leve e macia, com predominância de aromas de frutas vermelhas e negras, framboesa, groselha, frutos tropicais e especiarias. Ganhando mais elementos quando vinificada juntamente com outras uvas formandos os chamados blends ou assemblages, onde inclui sabor e textura ao vinho.

Por ter um florescimento e amadurecimento mais cedo que a Cabernet Sauvignon, a qual é tida como sua “filha”, visto que nasceu do cruzamento da Cabernet Franc com a Sauvignon Blanc, tem uma suavidade mais agradável que a Cabernet Sauvignon.

Contudo é uma uva que sofre bastante com a variação climática, podendo ganhar ou perder elementos consubstanciais, a depender do frio ou do calor que se empregue na sua maturação. Variando entre vinhos pálidos e pobres de sabores, quando maturada em regiões muito frias, a carregados de herbáceos e vegetais, nas regiões com muito calor.

É uma das seis uvas permitidas nos cortes de bordalês, ao lado de Cabernet Sauvignon, Merlot, Malbec, Carmenère e Petit Verdot.

Difundida e produzida pelo mundo inteiro, na atualidade, podemos encontrar a Cabernet Franc no Canadá, Argentina, EUA, Chile, Brasil (aonde vem se adaptando muito bem nas Serras Gaúchas), bem como, Turquia e Paquistão, dentre as demais regiões citadas abaixo:

  • Na França, na região de Bordeaux – Se apresenta em corte, com destaque para os vinhos da margem direita (Pomerol e St. Emilion);
  • Vale do Loire (França) – Se apresenta varietal, com vinhos mais redondos, harmoniosos e deliciosamente aromáticos. As melhores sub-regiões são: Chinon e Bourgueil;
  • Norte da Itália – Vinhos secos elegantes e delicados. Região do Friuli;
  • Canadá – Predominantemente em Ontário, faz vinhos tranquilos regulares e também os famosos ice wines.
  • Maipo e Vale do Colchágua (Chile) – Vinhos secos frescos e jovens;
  • Estados Unidos, na região de Sierra Foothills, que é uma das poucas regiões da Califórnia que produzem o vinho Cabernet Franc como varietal. Regiões mais ao norte, como Niagara Escarpment e Lake Ontario, no estado de Nova Iorque, produzem o Ice Wine;
  • Argentina – com seus belos Cabernet Franc, do Valle de Uco e demais regiões.
  • Brasil – Atualmente vem se destacando na produção da Cabernet Franc, com rótulos de qualidade superior, em destaque especial para Regiões do Vale dos Vinhedos na Campanha Gaúcha, Flores da Cunha e principalmente, em Pinto Bandeira. De onde destaco como melhores produtores: Casa Valduga, Valmarino e Don Giovanni.

Agora, minha lista com 5 vinhos Cabernet Franc, de 5 diferentes regiões, que vale muito a pena provar!

1. Chateau Cheval Blanc, França – o mais mítico dos cortes de Cabernet Franc, inclusive sendo varietal em algumas safras. Provei 3 safras desse ícone mundial e são inesquecíveis.

2. Gran Enemigo Gualtallary, Argentina – obra prima de Alessandro Vigil, na safra 2013 foi o primeiro vinho Argentina a ganhar 100 pontos de Robert Parker.

3. Valmarino Cabernet Franc, Brasil – na minha opinião o melhor rótulo nacional nesta casta, a safra 2015 é comemorativa de 20 anos.

4. Matarocchio Tenuta Guado Al Tasso, Itália – esse está na minha Wish List de 2019.

5. Peju Reserve Cabernet Franc, Estados Unidos – possui 5% de Cabernet Sauvignon mas é considerado como varietal. Um dos mais renomados de Nappa Valley.

Ivan Ribeiro do Vale Junior.
Sommelier Profissional e WSET 2.
Advogado.
Membro da Confraria Mês Que Vem Tem Mais.
@ivanrvalejr
@confrariamesquevemtem

 

8 comentários em “Cabernet Franc – Curiosidades e Dicas de Vinhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s