5 Dicas para Visitar Mendoza

Amigos,

Recentemente voltei a Mendoza, o paraíso argentino para quem gosta de enoturismo. Em breve irei postar todos os detalhes das visitas às vinícolas!

Enquanto isso, ao longo desta viagem pude perceber alguns detalhes importantes que podem poupar algum dinheiro e principalmente evitar contratempos, melhorando assim a experiência.

Sei que muitos de vocês estão acostumados a viajar para Puerto Iguazu, na fronteira com Foz do Iguaçu, e também para Buenos Aires. Muitas facilidades que temos nessas cidades, como pagar quase tudo em reais, não encontramos sempre em Mendoza.

A seguir, 5 dicas de viagem que podem ajudar aos amigos durante a estadia na Província do vinho:

1. Ter sempre moeda local.

Nem tudo na cidade você consegue pagar em real ou mesmo em dólar. Pegar um táxi, por exemplo, pode não ser tão fácil se você não tiver pesos. E vale ressaltar, como lembrou um amigo nos comentários, que o serviço de Uber foi recém implantado e funciona muito mal.

Outra dica importante para quem chega em vôos no domingo, é trocar um pouco de dinheiro no aeroporto (bem pouco pois a cotação não ajuda). Não existem casas de câmbio abertas na cidade aos domingos.

2. Comprar vinhos em dinheiro.

E de preferência na moeda local! O melhor lugar para trocar é nas casas de câmbio oficiais, mas também é possível pagar em dólar e as vezes também em reais (perde-se um pouco na cotação em comparação ao câmbio oficial).

As compras de vinhos em efetivo, para quantidades acima de seis garrafas costumam ter 20% de desconto.

Mesmo para restaurantes e vinícolas, costuma ser mais interessante pagar em pesos. Assim evita-se os 6% de IOF do cartão. Também é possível pagar em dólar mas as cotações de câmbio variam muito, de local para local, e o melhor costuma ser o câmbio oficial (Casas de Câmbio).

E pra quem ainda não viu o Post sobre as regras para trazer vinhos na bagagem, segue o link novamente Regras para Transporte de Vinhos em Viagens Aéreas.

3. Não voltar com pesos para o Brasil.

É preciso ter cuidado com o quanto adquirir de moeda local. A inflação na Argentina é muito maior que no Brasil e guardar os pesos para uma próxima viagem, não costuma ser uma boa ideia.

Compre mais uma garrafa de vinho, faça um ótimo almoço ou jantar no aeroporto, compre um presente e em último caso troque novamente por dólar ou real, mas não traga pesos argentinos para o Brasil.

4. Ao escolher as vinícolas, não se baseie apenas na fama.

Já visitei inúmeras vinícolas e nem sempre as mais famosas foram as melhores experiências. Muitas vinícolas pequenas e menos famosas me surpreenderam.

Então, a melhor coisa a se fazer é pesquisar quais as melhores bodegas para se visitar com quem realmente já visitou. Para isso, sempre é fundamental consultar os grupos de pessoas ligadas ao enoturismo, além de blogs e sites especializados.

5. Contrate um guia especializado ou agência de viagem.

Organizar o roteiro é um detalhe muito importante na viagem. São inúmeras vinícolas espalhadas pelos diversos vales e a distância entre elas pode ser superior a duas horas. Então, se você pretende visitar duas ou três vinícolas por dia, como é o habitual entre os turistas, você precisa de alguém que ajude a criar os roteiros baseados na localização geográfica e obviamente interesse do viajante.

Fazer reservas nas vinícolas e restaurantes, organizar o transporte e escolher os pacotes de visita, podem ser mais fácil através de ajuda especializada.

Outro cuidado importante é não se basear somente em preço para escolher a agência ou guia de viagem. Ter referência do serviço prestado é fundamental. Isso evita surpresas degradáveis.

Minhas últimas viagens a Mendoza foram organizadas pela Emiliana Martinez que pode ser consultada pelo seguinte e-mail: emilianamartinez55@gmail.com

Aproveitem Mendoza e em breve publicarei detalhes das vinícolas.

 

 

25 comentários em “5 Dicas para Visitar Mendoza

  1. Prazado Rodrigo, dicas excelentes e oportunas como sempre. Já estive em Mendoza há anos atrás e pretendo voltar em 2019. Sobre as visitas às vinícolas , penso que a experiência do vinho e da gastronomia tem a mesma importância, pelos menos pra mim. Dentro dessa perspectiva, quais vc me indicaria Rodrigo? E guia, tem alguma pessoa q vc indicaria, ou empresa? Muito obrigado e tenha um feliz natal e um ano de 2019 de muitas realizações! 🙏🍷

    Curtido por 1 pessoa

  2. Excelente, meu amigo!
    Quando estive aí usei os serviços da “Mendoza e Você” (SunTrip) e foram sensacionais.
    Recomendo chamar eles e principalmente se puder irem com o ‘Cachito’, melhor ainda! Um cara educado, gentil, bem humorado e que a gente passa um dia inteiro sem perceber!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s