Bodega Bressia

Minha primeira parada nesta última viagem à Mendoza, a bodega Bressia foi escolhida em função da enorme admiração que eu tenho pelo trabalho de Walter Bressia, tanto na sua própria linha de vinhos como nos vinhos que ele presta consultoria ou vinifica para terceiros.

A grande motivação de Walter Bressia para construir sua própria vinícola após tantos anos de imenso sucesso no mercado de vinhos argentinos foi poder administrar cada fase da produção, vinificação e divulgação com o maior orgulho e cuidado, totalmente convencido de que ofereceria o melhor que a família pode produzir. Como resultado ele consegue oferecer ao mercado vinhos dedicados e exclusivos.

A pequena bodega está localizada a cerca de 30 minutos do centro de Mendoza, em um dos lugares mais bonitos e atraentes da Província em Agrelo, Luján de Cuyo. Pode-se apreciar a linda paisagem do “Cerro El Plata” e toda a cadeia montanhosa que leva seu nome, pois permanece durante todo o ano com acumulação de neve usada para abastecer a zona produtiva da região centro-norte da província de Mendoza.

A arquitetura desta “Bodega Familiar” reproduz a aparência de uma antiga estação ferroviária com telhado de madeira de pinho e estruturas metálicas que datam do século XIX e foram trazidas da Inglaterra naquela época.

IMG-20181217-WA0016

Degustação:

A Bressia oferece diferentes tipos de degustação e inclusive pode-se optar por degustar os ícones da vinícola, Última Hoja e Del Alma Merlot. Recomenda-se fazer reserva com antecipação.

Após uma breve explanação sobre a vinícola e uma visita pelas instalações, iniciamos nossa primeira degustação dessa viagem. Nós optamos por uma sequência de 5 vinhos. Os vinhos serão apresentados a seguir:

Lagrima Canela 2016: Um dos meus favoritos da vinícola, com certeza pode figurar entre os 10 melhores vinhos brancos da Argentina. Trata-se de um blend de uvas Chardonnay e Semillón, com 14 meses de envelhecimento em barricas novas de carvalho francês e americano. Untuoso em boca com notas e aromas de baunilha e frutas brancas e largo final.

Monteagrelo Cabernet Franc 2016: Um dos vinhos de entrada da Bressia, agrada bastante pelo custo x benefício. Uvas 100% Cabernet Franc com passagem de 15 meses em carvalho francês e americano. Na minha opinião o melhor desta série Monteagrelo.

Piel Negra 2016: Uvas 100% Pinot Noir com 8 meses em carvalho francês de primeiro uso. Não é minha uva favorita.

Profundo 2014: Outro que impressiona pelo custo x benefício. Já provei várias safras e a regularidade é impressionante. Este 2014 é um corte de Malbec, Cabernet Sauvignon, Merlot e Syrah com 10 meses em carvalho francês e americano de primeiro e segundo uso. Boa estrutura, ótimo equilíbrio e final persistente.

Conjuro 2013: Como era de se esperar, o melhor da degustação. Essa safra recebeu 93 pontos de Robert Parker, corte de 50% Malbec, 30% Cabernet Sauvignon e 20% Merlot com passagem de 18 meses em barricas novas de carvalho francês e americano e 24 meses de estiba em garrafas. Vinho potente e encorpado, notas de frutas vermelhas e negras com café e baunilha. Final intenso e largo.

Serviço:
As reservas para visita e degustação podem ser feitas pelo link a seguir: Reservas Bressia

 

 

5 comentários em “Bodega Bressia

  1. Por incrível que pareça, fiquei conhecendo seus vinhos na primeira vez que estive em Mendoza,há muitos anos atras, por indicação de um taxista que estava nos levando para jantar….paixão à primeira vista!!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s