Nova Geração de Sommeliers – Marina Bufarah de Souza

Em nossa 2ª entrevista de novos talentos da Sommellerie no Brasil, conversamos com a Sommelière Marina Bufarah de Souza, uma jovem e competente profissional, que atua hoje no restaurante Montana Grill do Shopping Iguatemi da cidade de Campinas, no interior do estado de São Paulo.

Marina é uma das muitas mulheres que despontam hoje no mundo de serviço do vinho.  Numa área ainda dominada pelo sexo masculino, elas ganham cada vez mais notoriedade, assumindo papéis importantes nos mais respeitados e premiados estabelecimentos das principais cidades brasileiras.

Na verdade, seu desafio é ainda maior, porque vive e trabalha no interior do estado, onde mulheres chefiando o serviço do vinho são ainda mais difíceis de se encontrar.  Porém, nada disso a intimida ou desmotiva, conquistando seu espaço com conhecimento, competência e elegância, atributos que possui de sobra no exercício da sua profissão.

Recentemente viajou ao Chile como uma das ganhadoras do Programa Ambassador da Wines of Chile Academy, juntamente com outros 5 profissionais brasileiros da indústria do vinho. Após uma semana visitando vinícolas, sob patrocínio e tutela da WoC, ela e outro profissional do Rio de Janeiro foram eleitos os vencedores do concurso.

Nossa conversa seguiu o mesmo padrão da entrevista anterior, passando-se no restaurante Montana Grill durante um dia de semana, na intensa correria de Marina, desdobrando-se para atender a todos e não perder o controle do movimento no salão. Boa leitura!!

Marina, qual sua origem?  Quantos anos tem, de onde vem e qual sua formação educacional?
Eu nasci em Campinas, mas morei até os 18 anos em Americana e só depois voltei a Campinas, onde me formei em Administração com Habilitação em Comércio Exterior pela PUC-Campinas. Estou com 31 anos.

E no Mundo Do Vinho?  Quais os cursos que realizou e que certificações possui hoje?
Me profissionalizei sommelier pelo Senac Campinas, tenho a certificação internacional WSET em Vinhos e Espirituosos nível 2 e estou estudando para me certificar no nível 3.

Como começou a atração pelo vinho e pela carreira de Sommelier?
Minha relação com o vinho é bem recente, costumava beber vinho com meu pai de vez em quando, mas não conhecia nada. Foi em 2015 que resolvi fazer um curso básico de vinhos para entender um pouco mais, conseguir escolher melhor os rótulos, e acabei me apaixonando por esse universo e dando continuidade aos estudos com o curso de Sommelier Profissional.

Como você vê a profissão hoje, quais os desafios, as dificuldades e as coisas boas de ser uma Sommelière de uma importante casa de Campinas e do interior de São Paulo? 
É uma profissão relativamente nova no Brasil, regulamentada há menos de 10 anos, mas que vem crescendo bastante, juntamente com o consumo. O brasileiro está descobrindo o vinho e toda sua versatilidade e acredito que o maior desafio ainda seja democratizar a bebida e mostrar que ela pode e deve ser consumida no dia-a-dia, acompanhando as refeições, não apenas em ocasiões especiais.
O Montana é uma casa especializada em carnes e o principal acompanhamento do tradicional churrasco é automaticamente a cerveja ou a caipirinha, o vinho não é muito considerado, apesar de ter todas as características para harmonizar perfeitamente com essa culinária. Ter a oportunidade de estar próxima ao cliente, entender o perfil de cada um e assim ser capaz de indicar a melhor bebida para um experiência positiva é a parte mais gratificante desse trabalho.

O fato de ser mulher, lhe impõe mais desafios?  Quais seriam?  Como você lida com isso?
Lidar com o preconceito e com o machismo ainda é o maior desafio como mulher num ambiente tão masculino, mas me mantenho focada nas minhas atividades e objetivos e tento não dar atenção a esse tipo de comportamento.

IMG-20200114-WA0037

Você é responsável pela carta de vinhos diversificada e interessante do Montana.  Quais os estilos de vinho que procura manter e como o estilo da casa influenciou suas escolhas?
Nossos clientes buscam, na maioria das vezes, vinhos mais encorpados do Novo Mundo, principalmente do Chile e Argentina. Também recebemos muitos estrangeiros curiosos pelos vinhos sul-americanos, então mantemos uma boa diversidade de rótulos com esse perfil, inclusive com importação própria. Ademais, busco estar atenta às novidades que possam harmonizar com nossos cortes e surpreender os clientes.

Quais são os atributos que você considera mais importantes para um Sommelier Chefe numa casa do estilo do Montana?  Quanto ao serviço do vinho, quais são os pontos que demandam mais cuidados e atenção no restaurante?
Primeiramente um profundo conhecimento de todos os pratos, cortes de carnes e de todos os rótulos ofertados pela casa, a fim de saber como eles podem se combinar e enriquecer as experiências dos clientes. Além disso, é importante ter disposição para entender o perfil de cada cliente e a partir disso ter criatividade para sugerir opções que atendam as expectativas.
Em relação aos cuidados, é preciso diariamente se atentar a disponibilidade e ao correto armazenamento e temperatura dos vinhos e dos materiais para o serviço, como taças e decanters. É também importante manter a brigada atualizada e bem instruída para ter o suporte necessário na correria do dia-a-dia.

Você foi um dos finalistas do Programa Ambassador da Wines of Chile e esteve com um grupo de colegas visitando o Chile e algumas das vinícolas mais expressivas de lá.  Qual foi sua impressão da viagem e como você vê o atual momento da indústria vitivinícola Chilena?
O Chile está num crescente desenvolvimento nesse setor, com seus viticultores buscando cada vez mais compreender a diversidade de terroirs, os aspectos favoráveis para o cultivo de cada uma das castas disponíveis e como traduzir esse conhecimento em vinhos que agradem os paladares cada vez mais exigentes, com alta qualidade.
Ter tido a oportunidade de estar inserida nessa cultura, com grandes enólogos, entendendo as propostas de cada rótulo, o processo produtivo, observando de perto os diferentes tipos de solo, o clima de cada região, praticas orgânicas, sustentáveis, dentre outros aspectos, foi uma experiência muito enriquecedora e memorável.

Quais são os seus planos para sua carreira?  Cursos, estágios, viagens?  Você pretende continuar estudando e se aperfeiçoando no mundo na Sommellerie?  Que outras áreas relacionadas ao vinho também lhe atraem?
No momento meu foco são as atividades como Embaixadora dos Vinhos Chilenos e minha certificação WSET 3. No mais, o universo do vinho é surpreendentemente amplo e diverso, capaz de integrar cultura, economia, meio ambiente, história, gastronomia e tantas outras frentes que eu pretendo aos poucos explorar para aprimorar meus conhecimentos, habilidades práticas e sensoriais como sommelière.

Que conselhos você daria para quem está começando na Sommellerie e quais as perspectivas que você vislumbra para esse mercado profissional?
Nosso país está ampliando sua cultura e consumo de vinhos e precisa cada vez mais de profissionais qualificados e experientes para contribuir com esse crescimento. Assim sendo, para os profissionais que estão começando, o conselho é estudar, participar de workshops, feiras, eventos, viajar sempre que possível para conhecer regiões produtoras e culturas, degustar rótulos diferentes e se atentar as tendências e mudanças no cenário vitivinícola mundial.

Impossível não notar a graça e charme de Marina no tratamento com todos, tanto com o pessoal do próprio restaurante quanto com os clientes.  Vestida de forma impecável, perfeitamente maquiada, falando com simplicidade, clareza e determinação, ela se impõe naturalmente no ambiente e mantém uma postura profissional confiante e inabalável.

Marina tem se destacado muito em sua profissão e está se tornando uma referência, principalmente para os profissionais de sua região.  Seguramente ela tem um caminho de muito sucesso pela frente.

E se você ainda não leu a primeira entrevista, com o Luís Otávio do Bardega, o link está abaixo:

Nova Geração de Sommeliers – Luís Otávio Cruz.

Até a próxima e última entrevista (link abaixo) …

Nova Geração de Sommeliers – Robson Dos Santos Venâncio

Serviço:
Montana Grill Campinas
Av. Iguatemi, 777 – Vila Brandina, Campinas – SP
Fone: (19) 3251-5522
Cardápio: churrascariamontanagrill.com.br
Carlos Eduardo Mazon
Consultor Independente de Vinhos
Sommelier ABS-SP | WSET 3 | EVP | FWS

10 comentários em “Nova Geração de Sommeliers – Marina Bufarah de Souza

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s