Vale Comprar Vinhos no Duty Free do Brasil?

Uma pergunta interessante, não?

Principalmente após o aumento da cota para US$ 1.000.

Não estou aqui pra fazer juízo de valor, sequer para buscar justificativas para a conclusão. Este Post é apenas um apanhado de dados, destinado a ajudar você leitor, a decidir se vale ou não a pena comprar vinhos nas lojas do Duty Free aqui no Brasil.

Antes de tudo vamos à seguinte definição:

Duty free é um termo inglês, sendo a tradução literal para “duty” o equivalente a “taxa, imposto” e “free” significando “livre, isento”. As lojas duty free estão localizadas tradicionalmente em aeroportos internacionais, mais precisamente nos salões de embarque e desembarque.

Ou seja, quando se compra em um Duty Free, imagina-se comprar vinhos sem impostos, o que deveria significar uma razoável redução de preços, visto que conforme o site Impostômetro, em 2017 ao adquirirmos um vinho importado, pagávamos 69,73% só de impostos. E isso não mudou muito de lá pra cá.

O resultado prático da minha última passagem pelo Duty Free de Guarulhos, na última semana, será apresentado a seguir para a avaliação de vocês (sendo a cotação do dólar no dia R$ 4,39):

1. Caballo Loco Gran Cru – US$ 60 (R$ 263,40).
Este mesmo vinho pode ser comprado na Encontre Vinhos por R$ 256,41). Sendo que este vinho custa menos de US$ 40 no Duty Free do Chile.

2. Tignanello 2016 – US$ 227,50 (R$ 998,72)
Podemos encontrar por até R$ 845,50 no site Espaço DOC Vinhos.

3. Bouza Monte Vide Eu 2017 – US$ 96 (R$ 421,44)
Encontrei por até R$ 332,41 na Banca do Ramon. Sendo que esse mesmo vinho custa menos de US$ 60 no Duty Free do Uruguai

4. Cheval des Andes 2015 – US$ 92,50 (R$ 407,00)
Este vinho custa R$ 415 na Super Adega.

E assim eu poderia mostrar outros tantos diversos exemplos. A grande questão, na minha opinião, não é o fato de estar mais barato ou não. A questão é quanto supostamente deveria estar mais barato, visto que não tem impostos!

Como disse no início, não vou fazer juízo de valor mas não comprei uma única garrafa nesta passagem pelo Duty Free de Guarulhos. O que não quer dizer, entretanto, que algumas promoções pontuais não possam ser interessantes.

31 comentários em “Vale Comprar Vinhos no Duty Free do Brasil?

  1. Realmente, uma vergonha! Não só não tem o desconto do imposto, como o valor está acima dos praticados no mercado brasileiro! Assim como com os vinhos, a maioria dos produtos não têm vantagem econômica de serem comprados nos “duty free” do Brasil!

    Curtido por 2 pessoas

  2. Parabéns pela chamada, Sitta. Uma vergonha … palhaçada (de novo) com os brasileiros. De modo geral, nas poucas vezes que passei por aeroportos aqui também nunca vi nada com preço vantajoso …
    E quanto aos Free Shop como em Rivera, sabe nos informar se algo vale realmente a pena por lá ? Pelo que andei sondando, não é muito bom não (preços e/ou variedades conforme o que se procura)…

    Curtido por 1 pessoa

    1. Em Rio Branco (Uruguai), fronteira com o Brasil (Jaguarão) as lojas dos free shop costumavam ter preços interessantes e vantajosos. Mas a última vez que estive lá foi há 2 anos. Recomendo pesquisar nos sites das duas maiores deles: Neutral e Duty Free Americas

      Curtido por 1 pessoa

  3. Um aeroporto que vale a pena é o de Bogotá ou Quito. Se fizer a reserva pelo site, automaticamente tem 10% de desconto. O dólar está atrapalhando (quanto fui estava 3,90). Porém o Nicolas Catena Zapata saia por $ 85,50 (preço original de 95), o Don Melchor saía por $ 94,5 (preço original de 105) e o Almaviva saía por $ 180 (199 preço original). Eu por ex não vi no Chile esses preços para os chilenos, tampouco o Nicolas por esse preço na Argentina. Além disso tinha alguns americanos de Napa e Espanhóis interessantes (não me lembro).

    Curtido por 1 pessoa

      1. Uma vergonha isso. Não existem praticarem valores com impostos embutidos e preços mascarados. Já consegui boas coisas em aeroportos. Mas, não nas lojas de Duty Free. Abraços. Bela matéria.

        Curtido por 1 pessoa

    1. Não compro vinhos no duty free, quando fiz a dois anos atrás foi somente pelo fato de que tinha estás ofertas pontuais e depois disso não perdi mais meu tempo. Em viagens que fazemos para outros países costumo comprar bagagem extra e trazer em caixas próprias para trasporte. Aqui jogo na sorte e nunca fui barrado. Estou com créditos .. como sou consumidor apenas fica mais fácil. No fim o Duty free no geral vai bem para aqueles que não se planejaram em comprar fora e aqui no Brasil costuma ser cativo de lojas especializadas e afamadas. Logicamante estas as vezes peneirando encontra-se coisas em bons preços também .. mas no fim precisamos pesquisar muito, sempre. E nossos impostos são uma vergonha

      Curtido por 1 pessoa

      1. Então. Os impostos são uma vergonha e por isso o “Duty Free” deveria ter uma boa diferença de preço. Só resta saber o porquê não acontece

        Curtir

  4. Mais uma vez você acertou. Por isso que falo: a cultura do “levar vantagem” também existe no Duty Free. Já chegou à valer à pena comprar lá, mas quando o cidadão começa a ganhar alguma coisa ou o governo ou os empresários gananciosos acabam com isso. No DutyFree, raramente é vantajoso comprar vinhos ou qualquer outra coisa. Parabéns pelo enfoque, pelo tema pra lá de oportuno. O Brasil não tem jeito mesmo, você tem que sempre ficar atento às propagandas enganosas para não ser enganado!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s