Storia Merlot – História, Curiosidades e Degustação Vertical Completa

Olá,

Como já tradição, em outubro, o confrade Daniel Dalzochio oferece uma degustação vertical de algum grande vinho para celebrar seu aniversário. E desta vez o vinho escolhido foi um dos principais do Brasil, o Storia Merlot, em uma degustação com todas suas safras até hoje.

Mas antes de falarmos especificamente dessa degustação especial (não encontrei registros anteriores de uma vertical com as sete safras), vamos conhecer um pouco da história e alguma das curiosidades desse vinho que a própria Casa Valduga trata como o vinho ícone da vinícola.

+ A Maior Vertical de Don Melchor da História

História e Curiosidades

O Storia é fruto de uma seleção das melhores barricas de vinho produzidas a partir de uvas 100% Merlot de um único vinhedo, localizado atrás da vinícola, no Vale dos Vinhedos.

Os vinhos são elaborados com extremo cuidado à partir de uvas de baixíssimos rendimentos, colheita manual, seleção ótica de grãos, envelhecimento em barricas de carvalho francês e longa estiba em garrafas, resultando em cerca de somente 5.000 garrafas a cada safra. Todas as garrafas são numeradas, garantindo a exclusividade do produto.

Dado a sua importância para a Casa Valduga, ele é elaborado apenas em safras excepcionais, até hoje sete ocasiões (2005, 2006, 2008, 2010, 2011, 2012 e 2015). 

IMG_20201010_223737_343.jpg

Em sua trajetória, o rótulo já recebeu destaque e reconhecimento em alguns concursos. Em suas safras anteriores, foi condecorado com Medalha de Ouro no concurso Mondial du Merlot na Suíca, foi eleito o melhor Merlot do Mundo pela revista Wine Report (safra 2006) e o melhor vinho tinto do Brasil, pela revista especializada ADEGA (safra 2010).

Degustação Vertical

A degustação que ocorreu durante um almoço no restaurante El Tranvia do Itaim, em São Paulo, e contou com as sete safras produzidas até hoje (2 garrafas de cada safra). Nossos comentários, safra por safra, estão a seguir:

Storia 2005: A primeira edição deste vinho formidável foi eleita por todos como a melhor da degustação. Esta safra passou 12 meses em carvalho francês e 18 meses em garrafas. Vinho elegante, com aromas secundários e terciários, em boca mostrou grande complexidade, taninos finos e final aveludado. Nota V3 – 95 pontos.

Storia 2006: um pouco mais apagado que a safra anterior, evoluiu em taça somente após quase 2 horas. Essa safra envelheceu por 12 meses em carvalho francês e 18 meses em garrafas. Bastante fechado no nariz, com aromas de cedro e charuto, em boca estava herbáceo. Nota V3 – 91 pontos.

Storia 2008: tinha grande expectativa nessa safra mas na minha opinião ficou um pouco abaixo também, na opinião geral essa safra foi a terceira colocada. Ainda com envelhecimento de 12 meses em carvalho francês e 18 meses em garrafas. Aromas de fruta em compota e baunilha, em boca boa acidez e equilíbrio mas faltou vivacidade. Nota V3 – 91 pontos.

Storia Merlot 2010: o segundo melhor da noite na minha opinião e também na dos presentes. Essa safra já foi envelhecida por 18 meses em carvalho francês e passou 24 meses em garrafas. Aromas de frutas vermelhas, pimenta preta e cassis. Em boca muito equilibrado com taninos macios e madeira integrada. Final prolongado. Nota V3 – 93 pontos.

Storia Merlot 2011: Bastante diferente das demais safras, parecia outro vinho. Essa safra também foi envelhecida por 18 meses em carvalho francês e passou 24 meses em garrafas. Aromas de morango e cereja. Em boca pouca expressão baseado nas demais safras. Final médio. Nota V3 – 88 pontos.

Storia Merlot 2012: bem melhor que o 2011 mas também sem grande expressão perto dos melhores anos. Essa safra passa os mesmos 18 meses em carvalho francês e 24 meses em garrafas. Aromas de frutas vermelhas, baunilha e cravo. Em boca corpo médio e taninos firmes. Final prolongado. Nota V3 – 90 pontos.

Storia Merlot 2015: na minha opinião a safra mais jovem foi a terceira melhor com grande potencial para se tornar a melhor de todas em breve. Essa safra já foi envelhecida por 20 meses em carvalho francês e passou 34 meses em garrafas. Aromas de chocolate, baunilha, cereja madura. Em boca muito equilibrado com taninos firmes e boa potência. Final prolongado e marcante. Nota V3 – 93 pontos.

Registro aqui novamente meus parabéns ao confrade Daniel Dalzochio e um agradecimento pela oportunidade!

+ Cheval des Andes – História, Curiosidades e Degustação Vertical.

Fonte:
http://www.casavalduga.com.br/produtos/storia/

13 comentários em “Storia Merlot – História, Curiosidades e Degustação Vertical Completa

  1. Fantástico evento. Já fizemos essa vertical em Salvador com as safras 2005-2006-2008-2010 É 2012. Na época a melhor para mim foi a 2012 e seguido da 2005. Um baita vinho Nacional com muita complexidade. Parabéns pelo belíssimos evento.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s