O Terroir Capixaba e seus Vinhos e Vinícolas.

Por Ivan Ribeiro

O Brasil vai se abrindo e vamos avançando. E, nesse avanço, novos projetos vão surgindo, novos terroirs vão se formando e todo trabalho vai evoluindo numa grande sinfonia de soluções para o mundo do vinho com várias formas e lemas.

Diversos terroirs do Brasil vão se apresentando, às vezes em locais improváveis, outras vezes nem conseguimos nos preocupar com tais detalhes por força da poesia que engarrafamos nossos deleites de pensamento ao degustarmos vinhos fantásticos desses terroirs.

O Terroir Paranaense e seus Vinhos e Vinícolas

Assim, nessa linha de evolução, vamos conhecer o Terroir Capixaba, novo, desbravador e com projetos maravilhosos surgindo por onde as videiras vão se firmando e derramando seu néctar para sonharmos.

Uma das bebidas mais antigas do mundo vem abraçando o estado capixaba, que é formado por belas paisagens, povo simpático, atrações turísticas e uma bela gastronomia. E, nesse cenário, vem surgindo vinícolas na região das montanhas, com clima propício para produção de vinhos de qualidade, já contando com aproximadamente 10 vinícolas e produção de mais de 80 mil litros da bebida por ano, no Município de Santa Teresa.

Santa Teresa fica localizada na microrregião Central Serrana e, já é famosa por seu pioneirismo pois foi primeira cidade brasileira fundada por imigrantes trentinos, provenientes da Região Norte da Itália, em 1874. Em uma extensão de 58 hectares, são cultivadas as uvas Niágara Rosada, Isabel Precoce, Violeta, Moscato Embrapa, Cabernet Sauvigon, Syrah e Tannat, dentre outras.

Vamos conhecer mais um pouco sobre a Cantina Mattiello, Vinícola Tabocas, Casa do Espumante, Ristorante Romanha, Pousada São Lourenço, Cantina Braun e Vinícola Ziviani, que são as vinícolas que se destacam dentro desse avanço capixaba no mundo da viticultura e do enoturismo. Boa parte delas fazendo parte do chamado Circuito Caravaggio.

O Circuito Caravaggio surgiu espontaneamente da iniciativa de empreendedores estabelecidos ao longo do Valão do São Lourenço e da Estrada do Caravaggio, locais colonizados no fim do século XIX e início do século XX por imigrantes italianos que conservam marcas da tradição dos primeiros moradores de Santa Teresa, na arquitetura, na culinária, no cultivo da uva e na fabricação do vinho.

A religiosidade é traduzida por inúmeras capelas e oratórios ao longo dos 14 km do Circuito. Entre as capelas destaca-se a do Caravaggio, no alto da serra, erguida pelos colonizadores, em 1912, em homenagem a “Madonna” do Caravaggio.

Os diferentes empreendimentos do Circuito se concentram em região de rara beleza, em sua maior parte coberta pela Mata Atlântica, onde brotam nascentes que se transformam em sinuosos cursos d’água, que se projetam em corredeiras e cachoeiras, destacando-se entre estas a do antigo Country Club, hoje parte do Parque São Lourenço, uma das três áreas preservadas de Santa Teresa.

Capixaba1

É um Circuito rico em belezas naturais e pródigo para os apreciadores do Turismo Ecológico e de Aventura, que tem como pano de fundo as tradições italianas. Hoje são 15 empreendimentos oficiais que fazem parte do Circuito e que vem se fortalecendo a cada dia.

Cantina Mattiello

A Cantina foi inaugurada em 1996 no município de Santa Teresa, e desde muito antes de sua inauguração, vem produzindo seus próprios vinhos, licores, café torrado, sucos e geléias.

Capixaba2

O programa turístico inclui um tour para os visitantes conhecerem a fábrica onde se produz a bebida, degustação e apresenta uma adega – a idéia é que seus visitantes e consumidores comprem o vinho e deixem descansando em uma sala, onde são separados por nomes e prateleiras, e podem permanecer por lá até 12 meses para maturarem melhor e ganhar em complexidade. O valor do tour custa R$25,00 reais para grupos de no máximo 10 pessoas.

Um dos vinhos que chama atenção é o fermentado de Jabuticaba. Além de diversos vinhos de mesa suave e vinhos secos. Com preços que cabem no bolso de qualquer um. Durante a visitação guiada, são apresentados métodos de degustação para melhor percepção gustativa e dos aromas que os vinhos podem apresentar.

Capixaba3

As uvas cultivadas no Espírito Santo ainda são mais uvas labruscas ou, ditas, americanas, como a Isabel, Máxima, Grano D’Oro e Niágara. Os vinhos produzidos com essas uvas são muito diferentes das utilizadas nos vinhos finos tradicionais, mas algumas delas estão em processo de testes de produção no Estado, como a Tannat e a Merlot e, algumas vinícolas já estão produzindo vinhos com a Cabernet Sauvignon.

Vinícola Tabocas

Fundada em 2006, quando 3 ambiciosos e apaixonados pelos vinhos resolveram implementar seus sonhos dentro dos vinhedos e buscaram produzir vinhos de qualidade numa região muito difícil para produção de uvas de finas, no modo geral, foi que a Vinícola Tabocas viu nascer o seu vinhedo de mais de 0,5 hectare plantados com a casta Cabernet Sauvignon, no sistema de espaldeira.

Capixaba4

Muito embora seja uma casta de difícil manejo, face o seu amadurecimento tardio, foi a aposta certeira para a região. Através da inovação do sistema de dupla poda, tornou-se possível que o amadurecimento ocorresse nos meses de agosto e setembro, que são meses quentes, e proporcionam para a casta um amadurecimento pleno e sem chuvas ou outras intercorrências.

Além desse fator, a altitude em trono de 500 à 700 metros, e a amplitude térmica da região, contribuem enormemente com a qualidade das castas que são produzidas por lá. Uma amplitude térmica que gira em torno de 20º graus, entre a temperatura mínima abaixo de 10ºC e a máxima de 30ºC.

Da produção total dos vinhos, uma parcela é destinada para envelhecimento em dornas de Jequitibá Rosa antes de ser engarrafada. A vinícola está fazendo testes algumas variedades como: Chardonnay, Gewurztraminer, Sauvignon Blanc, Cabernet Franc, Merlot, Malbec e Syrah.

Ristorante Romanha

Comida, enoturismo, tradição familiar, fazem seus próprios vinhos e suas cervejas artesanais. Podendo se deliciar e provarem dos vinhos e demais bebidas, além de adquirirem iguarias como massas, embutidos, e muitos outros produtos caseiros vendidos no empório que fica no restaurante.

Os vinhos da Cantina Romanha são produzidos com as uvas de mesa Isabel, Niagara Rosada, Violeta e Cora.

Casa do Espumante

O lugar foi fundado em 2004, pela família Sperandio, apostando na produção de espumantes de qualidade, sendo pioneira na produção de espumantes pelo método champenoise dentro do Espírito Santo.

Uma estrutura familiar e de terroir de difícil acomodação de seu manejo em si, pai e filho cuidam de todos os processos de elaboração do espumante em sua propriedade, plantando, processando e vendendo. Situada a uma altitude de mais de 800 metros, em um terreno de difícil mecanização, com solo ácido, oscilações pluviométricas e com clima tropical de montanha, que fazem da localidade um terroir peculiar e único na produção dessas borbulhas.

A linha de produtos conta hoje com 6 espumantes produzidos através do método champenoise, entre eles um inusitado espumante de Jabuticaba e demais de Moscatel e branco com uvas labrucas e rose semi-sec.

Pousada São Lourenço

Uma bela pousada fundada em 2012 e com muitos atrativos para o turista em geral. Conta com local para pesca, adega própria, e os inusitados alojamentos feitos de barris de vinhos que eram utilizados em Caxias, no Rio Grande do Sul e foram reformados e transformados em suítes para hospedagem.

Recentemente a pousada começou a produzir seus próprios vinhos, e em um chalé muito charmoso, fez sua própria adega, onde hóspedes e visitantes podem relaxar e enquanto bebem.

Capixaba11

Vinícola Cantina Braun

Vinícola que hoje conta com a produção de uvas Niágara Rosada, Cora e fermentado de jabuticaba. Uma produção familiar, mas que atinge mais de 3000 litros de vinhos e sucos por ano, que são comercializados dentro da Cantina na própria localidade.

Atualmente a vinícola vem realizando testes com as seguintes castas: Grano D’oro, Morro Brasil, Vitória sem caroço e Syrah. Com a última, vai passar a produzir vinhos finos secos.

Dona Élida e a equipe do Festival de Inverno de Santa Teresa

“Desde 1992, os fundadores Élida Tonn Braun e Luiz Henrique Germano Braun, servem a mesa da família teresense com seu melhor vinho, produzido a partir de uvas selecionadas em cultivo próprio, na região do Vale Tabocas. A Cantina Braun destaca-se por ser a única vinícola na região fundada por imigrantes Pomeranos e reconhecida pelo domínio nas técnicas de produção com uva cora. Desde a criação no Pólo da Uva e Vinho no Estado do Espírito Santo, a cantina ocupa posição de prestígio entre os produtores, devido às caraterísticas Europeias complexas e rústicas do vinho, balanceado com elegância do clima frio e harmonizado com notas de frutas doces da região”. (site http://cidadesantateresa.com.br)

Vinícola Ziviani

A vinícola tem cerca de 14 anos mas, a cultura da produção de vinho e plantio das uvas vêm desde a época dos bisavós do Seu Zózimo e a esposa Genizete, que vieram da Itália de navio e trouxeram um galho de uva fincado em uma batata para que ele resistisse a viagem. Acreditando e apostando num futuro diferente e promissor no Brasil.

Algumas uvas da propriedade são a Violeta, Niágara Rosada, Isabel, Bordô. Além da produção de fermentado de Jabuticaba.

Conclusão:

Assim, mapeamos mais uma belíssima região dos terroirs brasileiros e vamos expandindo e conhecendo nosso imenso Brasil com todos os seus terroirs e regiões vinícolas.

Em breve novos terroirs e novas regiões ou outras já conhecida de todos para que possamos mapear o Brasil por completo.

O Terroir Paulista e seus Vinhos e Vinícolas.

Serviço:
CONTATOS DAS VINÍCOLAS DO ESPÍRITO SANTO:
Cantina Matiello: (27) 3259-2062.
Vinícola Labiata: (27) 3259-1841.
Vinícola Rasseli: (27) 3259-1486.
Vinícola Melício Montibeller: (27) 3259-1547.
Cantina Romagna: (27) 9877-4105.
Vinícola Tomazelli: (27) 3259-3597 / 9967-1295.
Tabocas, Zona Rural – Santa Teresa:
Vinícola Ziviani: (27) 9974-0850.
Vinícola Tabocas: (27) 9840-7860.
Vinícola Brawn: (27) 3259-3070 / 9809-4127.
Vargem Alta/ Caravágio,
Zona Rural – Santa Teresa:
Casa dos Espumantes: (27) 9815-0273.
Lombardia, Zona Rural – Santa Teresa:
Vinhos Tótola: (27) 9981 6901.
Ivan Ribeiro do Vale Junior.
Advogado / Sommelier / Professor / Escritor
WSET / ISG / FACSUL / UFRGS
@duvalewinetasting

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s