Como as Geadas Afetam os Vinhedos

Triste notícia,

Geada tem estado nos noticiários com muita frequência nos últimos dias.

Assim como na França, os produtores de vinho de toda a Europa estão avaliando as consequências das temperaturas árticas que varreram muitas regiões vinícolas na semana passada. Embora as avaliações dos estragos ainda estejam em andamento, várias regiões vinícolas já estão relatando perdas significativas.

O produtor de Champagne, Larmandier-Bernier, estimou que as geadas de 6 a 7 de abril danificaram 30% de suas vinhas.

Na Espanha, de acordo com o sistema de seguro agrícola Agroseguro, não somente milhares de hectares de vinhas, mas também outras culturas, foram aparentemente afetadas na Extremadura e na Catalunha, para citar apenas duas regiões.

Do outro lado dos Alpes, várias grandes regiões italianas também estão relatando danos significativos. No Centro-Norte (Toscana, Emilia-Romagna, Piemonte, Veneto), onde as temperaturas despencaram para -7 °C, muitos vinhedos foram afetados. 

Mas como as geadas afetam os vinhedos? Entenda um pouco mais no texto abaixo:

Tipos de Geada e suas Consequências:

Primeiramente vamos explicar que dois tipos de geadas afetam os vinhedos: a geada branca e a geada negra.

As geadas brancas quase todos os anos, Isso é comum e aparece quando o orvalho congela. O orvalho aparece quando a temperatura do ar úmido cai durante a noite, e a água se condensa do ar para se depositar no solo, na grama e em qualquer coisa próxima ao solo. Quando a temperatura do ar cai abaixo de zero graus Celsius, o orvalho congela e você tem uma geada branca.

A geada branca pode causar danos graves aos vinhedos, especialmente se for tardia (na primavera), e as plantas estiverem em um estado mais avançado, portanto, mais frágil.

Existem diversos métodos para combater geadas que serão abordados aqui no Blog futuramente. Mas para as geadas brancas, uma das técnicas é a seguinte: o ar frio, que é mais pesado, se acumula no nível do solo e em qualquer parte inferior da paisagem, mas as temperaturas costumam permanecer positivas alguns metros acima do solo. Misturando o ar positivo a 10 a 12 metros de altitude com o ar negativo da camada inferior, com o auxílio de helicópteros ou máquinas de vento, é possível minimizar os impactos das geadas. Essa é também a razão pela qual raramente o orvalho congela durante a primavera, quando o ar está se movendo.

Agora, o que é uma geada negra?

Este é um tipo de geada causada pela chegada de uma grande massa de ar frio (abaixo de zero grau). A temperatura no solo pode cair alguns graus em questão de minutos.

Durante uma geada negra, os danos são agravados pela baixa umidade do ar. Essa massa de ar em movimento tem umidade muito baixa, e o ponto de orvalho, que é o ponto em que a umidade se condensa do ar úmido, ainda não foi alcançado quando a temperatura cai abaixo de 0 ° C. Não há orvalho no solo e a camada de ar frio pode ter vários metros de espessura.

Mas a geada negra também provoca maiores impactos quando chega de forma tardia (na primavera), como neste ano aconteceu em partes da Europa. Os bagos de uva, que são mais de 90% de água neste estágio jovem, perdem água por evaporação nesta atmosfera muito seca. A mudança da forma líquida para a gasosa absorve uma grande quantidade de energia, que produz frio extra, seguindo o mesmo princípio de uma geladeira. Isso torna a temperatura da fruta ainda mais baixa do que o ar circundante. A diferença pode ser entre 2 a 4 graus. A fruta então cai para -6 ° a -8 ° C quando a temperatura do ar é de -2 ° C a -4 ° C.

Esse frio simplesmente mata as células em crescimento.

A geada negra não tem uma cor específica: provavelmente é chamada assim porque o material da planta morta fica preto e quebradiço como se tivesse sido queimado pelo fogo, razão pela qual os agricultores referem-se a suas plantas tendo sido “queimadas” pela geada.

Black Frost1

Não é um cenário feliz.

Fontes:
https://www.therealreview.com/2021/05/06/why-frost-can-decimate-vineyards/;
https://www.vitisphere.com/news-93872-Europes-wine-regions-seriously-affected-by-frost.htm

Um comentário em “Como as Geadas Afetam os Vinhedos

  1. Muito triste o que está acontecendo. O próprio Alejandro Vigil comentou uma vez que o grande desafio do mundo dos vinhos era a mudança climática. Utilizar helicopteros para salvar o vinhedo acho que justifica um pouco o alto preço cobrado pelos vinhos.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s