5 Pinot Noir Argentinos para Provar em 2021

Por Jackie Javkin

Hoje, a Pinot Noir é uma casta em constante crescimento e faz parte de um grupo de vinhos distintos. Na Argentina, existe uma imensa variedade de rótulos, com 2.036 hectares plantados em todo o país, o que representa 1,77% do total de uvas tintas. Assim, podemos encontrar exemplares que se concentram no corpo e na fruta madura, outros com elegância e sutileza, alguns mais leves, entre diferentes perfis.

A história desta variedade remonta ao primeiro século, e teve sua origem na famosa cidade francesa de Borgonha. Hoje podemos desfrutar de sua evolução e encontramos uma grande variedade de estilos e regiões no mundo, desde exemplares do Novo Mundo como Nova Zelândia, Chile, Argentina e até os Estados Unidos ou clássicos do Velho Mundo como a França. O denominador comum em todas as regiões são as baixas temperaturas, pois esta variedade exige verões moderados e um período de luz constante e sem oscilações.

40 Vinhos Argentinos para Provar em 2020 – Parte 1.

40 Vinhos Argentinos para Provar em 2020 – Parte 2.

Para ajudar você a conhecer mais sobre a uva na país, aqui estão 5 Pinot Noir que o convidam a viajar pelo território argentino:

Serbal Pinot Noir da Bodega Atamisque (Tupungato, Mendoza): cor rubi brilhante. No nariz apresenta delicadas notas de cereja e ginja. Na boca apresenta taninos muito delicados, macios e aveludados. Os vinhedos estão localizados em Tupungato, Vale do Uco, Mendoza. Ideal para beber agora ou daqui a alguns anos onde vai ganhar expressão na garrafa.
Pinot Noir da Bodega Algodón (San Rafael, Mendoza): cor vermelho rubi brilhante de média intensidade. Aromas de frutas vermelhas, cassis, compota de morango e notas de violetas. Em boca é macio, equilibrado e distinto, com um final persistente.
2km Pinot Noir da Finca Beth (Paraje Altamira, Mendoza): fermentado em ovo de concreto sem epóxi. Engarrafado com filtração mínima. Primeiro Pinot Noir produzido pela Finca Beth, característico de um vinhedo pedregoso. É um vinho expressivo, com um perfil selvagem e uma grande textura em boca, uma nota calcária. Expressão típica de Altamira, com grande carácter e perfil floral.
Pinot Noir da Contra Corriente (Valle de Trevelin, Chubut): com várias camadas de aromas, pode-se notar várias frutas locais como a cereja. É um vinho complexo. De entrada suave, marcada pela acidez típica do Vale do Trevelin (Chubut) e a seguir denotam-se os seus taninos presentes.
Costa & Pampa Pinot Noir da Bodega Trapiche (Chapadmalal, Buenos Aires): cor vermelha escarlate, apresenta aromas de frutas vermelhas como framboesa e cereja com ligeiras notas de especiarias, terra e cogumelo. Em boca é amigável, macio e redondo, apresentando uma longa persistência, agradável pelo equilíbrio entre acidez, doçura e fruta. Além disso, é um vinho fresco, com uma textura ligeiramente cremosa e um paladar austero.

Aproveite o Pinot Noir argentino e suas diferentes expressões. Um brinde!

Por Jackie Javkin
Jornalista & Produtor de Conteúdo
Maestro & Produtor de Conteúdo da Recorriendo Sabores.
Consultoria de Marketing & Comunicação.
Organizador das edições do Wine Fest em Bs.As. – Argentina.
8 anos se comunicando. Membro da Associação Argentina de Sommeliers.

26 comentários em “5 Pinot Noir Argentinos para Provar em 2021

  1. El pinot es una de mis variedades preferidas por su elegancia.
    En la Argentina se están haciendo grandes expoennetes poco a poco pero creo que necesitan más lugar..
    Gran selección Jackie y trabajo, felicitaciones.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s