Celebre o Dia Internacional da Cabernet Sauvignon com um Vinho Argentino

Por Jackie Javkin

A comemoração do Dia Internacional da Cabernet Sauvignon nasceu nos Estados Unidos, mais precisamente entre vinicultores californianos. A ideia central girou em torno de homenageá-la e aumentar as vendas não só da uva mais plantada do mundo, mas também daquela que, junto com a Chardonnay, colocou os vinhos americanos no radar da viticultura mundial.

Desde 2010, a última quinta-feira de agosto ou a primeira quinta-feira de setembro de acordo com o calendário é considerada o Dia Internacional do Cabernet Sauvignon, uma variedade que tem sua origem no cruzamento natural entre o Cabernet Franc e o Sauvignon Blanc.

A nobreza desta casta e a sua popularidade devem-se provavelmente à sua origem no século XVII na zona de Bordeaux, França. Trata-se de uma casta com grande capacidade de adaptação à diferentes climas e terrenos, com facilidade de cultivo e por isso os bagos das suas uvas são característicos de pele grossa, capazes de resistir à decomposição e as geadas.

Cabernet Sauvignon é uma das uvas mais estabelecidas no mundo, (representando 5% da superfície global) e tem seu lugar nas principais regiões de excelência enológica. Com o tempo, essa variedade se fortalece e evolui de maneira formidável.

O grande reconhecimento e fama remontam ao Grand Cru Classé em Bordeaux (França), uma classificação solicitada por em 1855 por Napoleão III (sobrinho de Napoleão Bonaparte) e que desde então consagra os melhores vinhos da região.

+ Vin de Constance –  Mais de 300 anos de história em cada garrafa.

Segundo os últimos dados do Instituto Nacional de Viticultura (INV), em 2020, as variedades mais cultivadas na Argentina eram lideradas por: Malbec (21%), Cereza (12%), Bonarda (8%), Cabernet Sauvignon (7 %) e Criolla Grande (6%). Se olharmos as regiões argentinas e a área total plantada com esta variedade, Mendoza possui 10.756 ha (76,1%), seguida por San Juan com 1.405 ha (9,9%) e as demais províncias com 1.969 ha (13,9%).

5 Cabernet Sauvignon para comemorar o dia

Confira a seguir cinco indicações para celebrar a uva durante todo o ano:

Dia Internacional do Cabernet Sauvignon

Atamisque Cabernet Sauvignon, Vinícola Atamisque (Tupungato, Valle De Uco – Mendoza): Este vinho estagiou em barricas novas de carvalho francês por 14 meses. Apresenta uma grande estrutura e intensidade em boca, com taninos agradáveis. Este Cabernet é dominado por frutas vermelhas em compota, mirtilos, amoras, combinadas com notas de pimenta, e pela sua notável mineralidade e elegância. Caracteriza-se por ser amigável em boca onde a tipicidade se destaca. O envelhecimento em barricas confere-lhe grande complexidade com notas de baunilha e chocolate. Lembremos que o mais destacado crítico de vinhos inglês do mundo, Tim Atkin, o reconheceu no Relatório Anual de 2021 com 92 pontos.

• Cafayate Gran Linaje Cabernet Sauvignon, Bodega Etchart (Valle de Cafayate, Salta): é um vinho com nuances de grande intensidade. Este Cabernet Sauvignon é composto por 90% de Cabernet e 10% de Tannat, que o deixa mais redondo. Recorde-se que tem 10 meses em carvalho francês. Em boca, notas picante, herbáceas, de frutas vermelhas e cassis com delicadas notas características de pimenta, típicas do terroir que o torna especial. Apresenta grande estrutura e volume com taninos redondos, doces e maduros.

• Decero Cabernet Sauvignon Remolinos Vineyards, Finca Decero (Agrelo, Mendoza): Apresenta notas de ​​frutas vermelhas e de cassis. Sua elegância é a principal característica. É um vinho feito à mão e é a expressão fiel da sua origem. Em boca, exibe notas clássicas de cassis, cedro e grafite que lembram Bordeaux. Taninos estruturados adquiridos ao longo de 14 meses em barricas de carvalho francês. Um Cabernet Sauvignon clássico, elegante e bem equilibrado.

• Primogenito Cabernet Sauvignon, Bodega Patritti (San Patricio del Chañar, Neuquén): É um vinho expressivo com notas de frutas vermelhas como morango e cassis, pimenta preta picante, alguns pimentões vermelhos e ervas. Taninos redondos e persistentes. Possui um bom corpo e estrutura.

• Rompecabezas Cabernet Sauvignon, Finca Beth (Paraje Altamira, Valle De Uco – Mendoza): é um Cabernet elegante e complexo com aromas frutados e florais, taninos doces e estrutura suave. Percebe-se nos taninos fuma ligeira acidez, típica da região. Com processos diferentes e sempre mantendo a mesma linha com microvinificações, macerações longas, fermentações com peles e posteriormente transferidas para barricas de 4º e 5º uso ​​em períodos de 14 a 18 meses. É um vinho que mostra a textura para beber agora ou fazer o exercício de guardar uma garrafa para observar a sua evolução.

Para provar o Cabernet Sauvignon e suas diferentes expressões, um brinde!

Por Jackie Javkin

Periodista. Productora & Prensa Gastronómica

  • Consultoría en Marketing & Comunicación.
  • Conductora & Productora de Contenidos de Recorriendo Sabores.
  • Organizadora de las Ediciones de la Wine Fest en Bs.As. – Argentina.
  • 8 años Comunicando. Socia de la Asociación Argentina de Sommeliers.

24 comentários em “Celebre o Dia Internacional da Cabernet Sauvignon com um Vinho Argentino

  1. Brindis por los vinos argentinos y el gran trabajo que hay detrás. Muy buen articulo que no conocía a la periodista Jackie. Para tener en cuenta sus observaciones. Muito obrigado

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s