Histórias do Vinho Parte 3 – Gato Por Lebre

Amigos
Seguimos com a nossa série de postagens sobre as Histórias do Vinho e o próximo texto relata uma pequena confusão com os nomes das vinícolas, na busca por um vinho premiado, e foi enviado por nossa leitora Mônica Bittencourt (Instagram @monicats_winelover).
Por Monica Bittencourt
No famoso Julgamento de Paris em 1976, o Stag´s Leap Wine Cellars 1972 ganhou na categoria dos tintos.
Aliás, nesse particular evento, que opôs alguns dos mais clássicos vinhos franceses com vinhos californianos e cujo resultado transformou a maneira como o vinho era visto no mundo, a Califórnia saiu vencedora, tanto na competição de brancos (com o Chateau Montelena Chardonnay) como na de tintos.
Baseada na curiosidade de provar um vinho dessa premiada vinícola, durante uma viagem de trabalho a Nova York, comprei a desejada garrafa crente que estava comprando um vinho da famosa vinícola e, só depois, descobri que existem duas vinícolas com nomes muito parecidos: a Stag´s Leap (produtora da garrafa que comprei) e a famosa Stag´s Leap Wine Cellars, premiada no concurso. A sutil diferença está na posição do apóstrofo (antes ou depois do último “s”).
E de onde vem essa confusão?
As duas vinícolas produzem ótimos vinhos e ambas foram fundados no distrito de Stags Leap, em Napa. Ambas têm preços semelhantes. Ambas queriam homenagear a área onde seu vinho era produzido e onde as uvas eram cultivadas para fazer seus vinhos. Ambas o fizeram assumindo o nome do distrito.

O enólogo Warren Winiarski fundou a Stag’s Leap Wine Cellars em 1970. A Stags’ Leap Winery tem uma história ainda mais antiga. Originalmente estabelecida em 1872, também é conhecida por excelentes vinhos, incluindo alguns Petite Sirahs de longa data.

Então, por que as duas podem existir? Qualquer um pode ser enganado ao pensar que está bebendo vinho de uma vinícola e na verdade ser de outra vinícola, como no meu caso. Seus logotipos são tão parecidos que seria difícil não pensar em outra coisa; na verdade, a maioria das pessoas não sabe que as duas vinícolas são diferentes.

stags

A briga pelo direito de usar o nome chegou à Suprema Corte da Califórnia, que decidiu que ambas as vinícolas foram fundadas e nomeadas em homenagem a região e, portanto, ambas tinham o direito de usar o nome. Stag’s Leap usaria o apóstrofo antes do S, e Stag’s Leap usaria o apóstrofo após o S. O tribunal achou que essa pequena variação gramatical diferenciaria as duas marcas (o que na prática não ocorre com os desavisados).

Uma vez que o processo foi resolvido os proprietários tornaram-se amigos e em 1985 lançaram a safra de Cabernet Sauvignon, batizado de “Accord” (ou Acordo, em português. O vinho é produzido com porções iguais de uvas de cada propriedade.

Esse também é um bom vinho e não é baratinho, mas não era o que eu queria…..

Vamos fazer essa nova coluna virar tradição por aqui!

Participe também! Envie sua história para vaocubo.oficial@gmail.com e nos conte uma experiência com os vinhos.

Bons vinhos a todos.

2 comentários em “Histórias do Vinho Parte 3 – Gato Por Lebre

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s