Wines of Chile Luxury Tasting na ABS – São Paulo

Olá,

Semana passada foi especial! Na quarta-feira tive a oportunidade de participar de uma degustação de ótimos vinhos chilenos e aproveitar para rever alguns amigos da ABS.

O evento da Wines of Chile Luxury Tastings, promovido pela Cris Neves, que aconteceu na Associação Brasileira de Sommeliers, em São Paulo, contou com a presença tanto de forma on-line, como presencial, da Carolina Leiva, da Wines of Chile, de enólogos, de representantes das vinícolas, de alguns importadores e ,principalmente, contou com um salão cheio de apreciadores dos vinhos desse país que tiveram a oportunidade de degustar 9 ótimos rótulos, de diversas regiões.

Batizada de “Tintos que Apaixonam”, a degustação teve foco nos vinhos produzidos com as uvas bordalesas, mas também incluiu vinhos da uva Carignan, que vem ganhando notoriedade no Chile, e da uva Syrah, que já tem exemplares de altíssima gama nesse país.

Aliás, a evolução do vinho chileno já foi assunto aqui no Blog. Uma série de 5 postagens do Carlos Mazon, retratou todas as mudanças dos últimos anos. Para saber mais, basta clicar no link abaixo:

+ Um Novo Vinho Chileno – Parte 1

Vale lembrar que o Chile está isolado por barreiras naturais, sendo o deserto de Atacama ao Norte, os Glaciais da Patagônia ao Sul, o Oceano Pacífico a Oeste e a Cordilheira dos Andes a Leste.  Esse isolamento geográfico, bem como a água pura das geleiras dos Andes, verões secos e controles fitossanitários rígidos, permite ao Chile ter condições privilegiadas para a viticultura orgânica e biodinâmica.

Os Vinhos

Nas linhas abaixo, você confere a nossa opinião sobre cada um dos rótulos degustados, na sequência de serviço do evento:

La Piu Belle 2019, Viña Vik (R$ 550): começando com um dos principais da degustação. Corte de 44% Carmenere, 41% Cabernet Sauvignon, 14% Syrah e 1% Merlot, passa 24 meses em carvalho francês. Estruturado e pontente, aromas de frutas vermelhas e negras, especiarias, em boca um leve tostado, taninos finos e notas de baunilha e cacau. Final longo e persistente. Nota V3 – 94 pontos.

IMG-20220719-WA0018

Lien 2018, Viña Maquis (R$ 410 na Setwines): apresentado pelo enólogo Ricardo Rivadeneira, é um corte de 60% Cabernet Franc, 29% Carmenere e 11% Cabernet Sauvignon e passagem de 18 meses em carvalho francês. Aromas de menta e algumas notas herbáceas, tem um pimentão tostado, em boca é equilibrado, sedoso e com notas de frutas silvestres e cravo. Final persistente. Nota V3 – 94 pontos.

Marques de Casa Concha Cabernet Sauvignon 2018, Concha y Toro (R$ 150): Marcelo Papa nos contou sobre seu vinho. Uvas 100% Cabernet Sauvignon com passagem de 16 meses em barricas de carvalho francês e foudres de 5.000 litros e graduação alcoólica de 14,6%, é um dos ótimos custo x benefício do Chile. Tem bom equilíbrio, bom corpo e bom potencial de envelhecimento. Nota V3 – 92 pontos.

Finis Terrae 2014, Cousiño Macul (R$ 270): sou fã desse vinho, mas seu preço subiu significativamente nos últimos anos. Nessa safra voltou a ter uma porcentagem de Syrah (11%), somados a 45% de Cabernet Sauvignon e 44% de Merlot com passagem em carvalho e 14,1% de graduação alcoólica. Aromas de frutas vermelhas e café, em boca tem taninos firmes, encorpado e final potente. Nota V3 – 93 pontos.

Las Tres Marias 2015, Gandolini (R$ 700): aquela vez que o preço reflete a qualidade. O mais caro do evento foi o melhor na minha opinião. Trata-se de um super Cabernet Sauvignon, obra-prima de Stefano Gandolini. Corte de 85% Cabernet Sauvignon, 7,5% Cabernet Franc e 7,5% Petit Syrah, passa longos 32 meses em barricas novas de carvalho francês de tosta média e 14,8% de graduação alcoólica. Ainda assim a madeira está perfeitamente integrada a fruta e combina potência e elegância com final longo. Nota V3 – 96 pontos.

IMG-20220723-WA0001

Lost Barrel Oveja Negra 2018, Viña Via Wines (R$ 205): boa surpresa, o único que eu não havia provado. Nessa safra o corte é de 61% Carignan, 22% Cabernet Franc e 17% Petit Verdot com até 16 meses em barricas de carvalho e 14,5% de graduação alcoólica. Nota V3 – 91 pontos.

Cordillera de Los Andes Vigno 2018, Família Torres (R$ 180): o vinho com preço médio mais em conta da degustação foi prejudicado pela sequência de serviço, servido após vinhos muito mais encorpados. Uvas 100% Carignan e 37% do vinho passa 14 meses em barricas de carvalho francês  (67% em tanques de aço inoxidável) com 14% de graduação alcoólica. Nota V3 – 90 pontos.

Vigno 2018, Morandé (R$ 399): apresentado pela Keli Bergamo, embaixadora da marca no Brasil, é pura expressão da fruta. Corte de 91% Carignan e 9% Syrah com passagem de 24 meses em foudres de carvalho francês e 14% de graduação alcoólica.. Nota V3 – 92 pontos.

IMG-20220719-WA0017

Gran Reserva Cabernet Sauvignon 2019, Viña Carmen (R$ 220): típico Gran Reserva do Chile, com muito chocolate e baunilha no aroma e na boca e algumas notas tostadas. O envelhecimento foi feito parte em barricas de carvalho francês e parte em tanques de aço inox por 14 meses. Bastante potente mas peca um pouco no equilíbrio. Nota V3 – 91 pontos.

Evento sensacional que trouxe o Chile a nossa taça. Ansioso pelas próximas degustações!

Bons vinhos a todos!

Serviço:
Wines of Chile Luxury Tastings:  @winesofchileluxurytastings
ABS – São Paulo: @abs_sp
Cris Neves: @crisnevesvinhos

3 comentários em “Wines of Chile Luxury Tasting na ABS – São Paulo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s