Herdade da Maroteira – História, Curiosidades e Degustação

Amigos,

Nosso próximo Post vai falar sobre uma degustação muito especial. Provamos alguns rótulos da Herdade da Maroteira, vinícola portuguesa localizada no Alentejo e que, como outras da região, se tornou especialista nos vinhos da casta Syrah.

Não lembro exatamente como começou o tema no grupo do Blog, mas juntamos alguns confrades que tinham alguma garrafa desta vinícola e montamos o evento que aconteceu no restaurante El Tranvia do Itaim. Eu participei graças a uma garrafa do Cem Reis 2013, que eu havia ganho há alguns anos do Fernando Procópio e que estava guardada para uma ocasião especial.

Uma pena que ninguém tinha uma garrafa do famoso Mil Reis Grande Reserva Syrah, que é  produzido unicamente em anos de excelência. Ficou uma vontade enorme de provar esse vinho que, com certeza, vai para a minha Wish List do próximo ano.

História e Curiosidades

As vinhas da Herdade da Maroteira são compostas de 4 castas principais: Syrah, Alicante Bouschet, Aragonez e Touriga Nacional, totalizando 22 hectares inicialmente plantadas no ano 2000. São tratadas em agricultura sustentável e todos os processos são realizados manualmente. Todos os anos, em setembro, a colheita é realizada durante as horas frescas da noite.

Fora da propriedade, e em diferentes zonas do Alentejo, são exploradas cerca de 45 hectares de vinhas onde a manutenção e gestão das mesmas está inteiramente a cargo da vinícola. De lá colhem as uvas brancas e algumas das tintas que compõem a base dos vinhos “Dez Tostões”. Estas vinhas são exploradas em regime de aluguel a longo prazo, garantindo assim a consistência, caráter e qualidade que apresentam ano após ano.

Desenhada inicialmente em 2017, a vinícola localiza-se na Zona Industrial de Redondo. Sobre uma área de 2000 m², e utiliza para a produção de seus vinhos a tecnologia mais atual disponível. Aliado a isso, a vinícola procura manter os mais elevados padrões da viticultura, a seleção criteriosa de barricas de carvalho francês e americano, junto ao conhecimento enológico da equipe, visando a produção de vinhos de qualidade superior. 

Degustação

Ao todo conseguimos juntar 6 rótulos da vinícola para essa degustação. Foram provadas uma safra do Dez Tostões branco, duas safras do Cem Reis branco e três safras do excelente Cem Reis Tinto. Abaixo nossa avaliação das safras:

IMG-20220828-WA0013

Dez Tostões Antão Vaz 2015: estava em ótimo estágio de evolução. Uvas 100% Antão Vaz, cor amarelo palha, aromas florais e cítricos. Em boca tem bom volume, notas de limão e final fresco. Nota V3 – 89 pontos.

Cem Reis Viognier 2014: uvas 100% Viognier com estágio de 9 meses em barricas de carvalho francês de grano fino e tosta média. Estava um espetáculo. Aromas de baunilha com notas florais, ótimo volume em boca, final persistente. Nota V3 – 92 pontos.

Cem Reis Viognier 2020: ao lado do 2014, mostrou que ainda precisa de alguns anos em adega, apesar de melhorar muito após uma hora aberto. Tem a mesma ficha técnica da safra anterior. Nota V3 – 90 pontos.

Cem Reis Syrah 2013: impressionante como o Alentejo consegue produzir vinhos excelentes com essa casta. Uvas 100% Syrah com estágio de 16 meses em 50% carvalho francês e 50% carvalho americano. Aromas de frutas negras e especiarias, equilibrado, potente com taninos finos e final prolongado. Nota V3 – 95 pontos.

Cem Reis Syrah 2014: mesma ficha técnica da safra anterior e pouquíssima variação entre as safras. Mostrou a consistência da vinícola. Nota V3 – 95 pontos.

Cem Reis Syrah 2019: impressionante! A safra mais nova foi a melhor da degustação. Vinho pronto, com aromas de frutas vermelhas, cedro, cacau e cravo. Em boca é macio, encorpado, com taninos finos e final largo. E ainda vai evoluir muito. Nota V3 – 96 pontos.

Bons vinhos a todos!

Fonte:
https://maroteira.com/pt/

3 comentários em “Herdade da Maroteira – História, Curiosidades e Degustação

  1. Boa matéria Sitta. Esse Surah é um vinho icônico em Portugal e muito desejado. Fala-se de sua qualidade, mas também se discute muito o preço por lá, considerado ppr muitos extravagante.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s