Castello di Ama na Toscana – Vinho, Arte e História

Por Renato Nahas

Ao pesquisar vinícolas para visitar na Toscana, ou até mesmo em toda Itália, o Castello di Ama sempre ocupa um lugar de destaque em listas de recomendação na mídia especializada. E não é à toa. Além de vinhos incríveis, a paisagem é deslumbrante e o acervo artístico, maravilhoso.

Até a década de 1970, um vilarejo abandonado

Não se sabe ao certo quando o Vilarejo de Ama foi fundado. Registros arqueológicos apontam a presença dos Etruscos, povos que ocuparam o norte da Itália muito antes dos Romanos conquistarem toda a Península. Durante o Império Romano, Ama pertencia a família Feridolfi e, provavelmente, foi destruída após a invasão dos povos nórdicos e o colapso do império. A partir do século XVIII, porém, novas edificações sugiram nas ruínas do antigo vilarejo, mas o local sempre permaneceu remoto.

O vilarejo de Ama estava fadado ao esquecimento. Isso mudou quando na década de 1970 quatro amigos: Tomaso Carini, GianVittorio Cavanna, Pietro Tradico e Lionello Sebasti , encantados pelo local decidiram revitalizá-lo. Foi criada uma companhia limitada para o empreendimento.

Em 1982 o jovem casal Lorenza Sebasti e Marco Pallanti se juntou ao projeto de revitalização da área e criaram o Castello di Ama, logo atrás das colinas e o antigo vilarejo. Hoje é difícil dizer se o vilarejo está dentro da vinícola, ou vice-versa, tal é a integração e harmonia do conjunto.

A Vinícola

Localizada entre Siena e Florença, na área mais nobre do Chianti Classico, a vinícola conta com 75 hectares de área cultivada.

Para conhecer melhor a região do Chianti Clássico, acesse este link: Chianti, Duas Apelações e Vinhos Diferentes.

Seus vinhedos estão localizados entre 420 e 527 metros, uma altitude elevada para a região e, certamente, um dos seus diferenciais. Os vinhedos estão distribuídos ao longo dos 4 vales que circundam a área e levam o nome de Bellavista, San Lorenzo, La Casuccia e Montebuoni.

Arte e vinho, uma harmonização perfeita

Num lugar de beleza natural privilegiada, além de construções históricas restauradas e em bom estado, dois outros ingredientes se juntaram para transformar o Castello di Ama na mais linda vinícola que o humilde autor desse post já visitou: arte e vinho.

Há outras vinícolas que possuem acervos de arte até maiores que o Castello di Ama. O Chateau La Coste, em Aix-en-Provence, por exemplo: https://chateau-la-coste.com/fr/. Nessa vinícola francesa, obras de artes de importantes artistas contemporâneos são expostas ao longo dos vinhedos.

Mas o que torna o Castello di Ama único é a forma como o acervo foi montado. Ao longo da sua história, ano a ano, artistas foram convidados para produzirem suas obras na vinícola.

Essa forma de criação, conhecida como “residência artística” consiste no deslocamento do artista para um outro contexto cultural, no caso a vinícola, com o objetivo de desenvolver um processo de criação artística associado à troca de experiências, linguagens, conhecimentos e realidades do lugar que inspira a obra. Ou seja, todas as obras têm o vinho como eixo temático.

Artistas consagrados como Anish Kapoor, Daniel Buren, Louise Bourgeois, Cristina Iglesias, Carlos Garaicoa, Chen Zhen, dentre outros, passaram por lá e deixaram obras incríveis para serem visitadas.

Obra do artista Daniel Buren, que interage com o vinhedo e a belíssima paisagem

Os Vinhos

Estando onde está localizada, é de se esperar que o Castello di Ama produza Chianti. Mas além do Chianti Classico, produz também uma linha incrível de vinhos IGT, algum deles frequentam a lista dos melhores “Super Toscanos produzidos.

Linha de Chianti Clássico do Castello di Ama

Se não for o melhor, o Castello di Ama certamente está na lista de Top 5 produtores da Chianti Clássico DOCG. Oferece 6 rótulos ao mercado, o Chianti Clássico DOCG , o Riserva e um rótulo de cada um dos 4 vinhedos citados acima, sendo 3 deles Gran Selezione, teoricamente o topo da categoria.

São todos ótimos. O Castello dia Ama San Lorenzo Gran Selezione 2016 foi o melhor Chianti que já provei até hoje.

Linha de vinhos IGT da Vinícola Castello di Ama

A linha dos vinhos IGT começa com um Rosado mais simples, passa por um bom Chardonnay e um Pinot Nero bem interessante. Mas, definitivamente todas as atenções e holofotes vão para o L’Apparita. Considerado um dos melhores Super Toscanos, L’Apparita é também um dos melhores, senão o melhor, Merlot produzido fora de Bordeaux. Provei a safra 2018 e, apesar de toda a juventude, fiquei maravilhado. Esse é para beber “de joelhos”.

Mais que uma visita, uma lembrança inesquecível

Quando viajamos buscamos experiências únicas, lembranças para levarmos para o resto de nossas vidas.

E foi exatamente assim a visita ao Castello di Ama. Não conheci o hotel, nem o restaurante. Ótima desculpa para planejar um visita no futuro, que espero que seja o mais breve possível.

Serviço:
Website: www.castellodiama.com
Instagram: @castellodiama
Renato Nahas é Sommelier formado pela ABS-SP e Professor nos cursos de Introdução ao Mundo de Vinho e Formação de Sommelier Profissional na ABS-Campinas. Obteve a Certificação Master Level em Borgonha, pela WSG, além da  FWS, IWS, SWS, CSW e WSET3. Além disso é Formador Homologado de Jerez.

7 comentários em “Castello di Ama na Toscana – Vinho, Arte e História

  1. Que belo artigo, Mestre Renato!! Nitidamente cheio de emoção, além do sempre impecável conhecimento técnico. Essa alma e inspiração que o vinho carrega são um encanto, ainda mais quando capturadas por gênios da arte, e que o Mestre tão precisamente descreve no artigo. Parabéns, mais uma vez!!

    Curtido por 2 pessoas

    1. Belíssimo artigo ! Que lugar incrível! Mestre Renato , como é bom ver que pessoas com visão empreendedora podem mudar a história de lugares e principalmente de pessoas .
      Parabéns por nos apresentar esses belíssimos vinhos e também nos presentear com essa notável história.

      Curtido por 2 pessoas

Deixe uma resposta para Marceu Vicente Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s