Comércio Mundial de Vinhos em 2021

Pessoal,

Voltamos a falar sobre os números do mercado mundial de vinhos em 2021. Na mês passado, divulgamos os dados referentes à produção e ao consumo mundial de vinhos em 2021 (link abaixo). Agora vamos abordar as exportações e importações do ano passado.

Produção Mundial de Vinhos x Consumo Global em 2021.

Dados Gerais

Após um ano de grandes interrupções comerciais em todo o mundo, em razão das restrições provocadas pela pandemia da COVID-19, o ano de 2021 viu o mercado internacional de vinhos no seu caminho para a normalização.

Com um volume de 111,6 mhl, o maior volume exportado registrado na história, as exportações mundiais de vinho em 2021 aumentaram 4% em relação a 2020, e aumentaram ainda mais em termos de valor, com 34,3 mil milhões de euros, registando um aumento anual de 16%. A dinâmica evolutiva do comércio mundial de vinhos continua a ser relevante e interessante frente ao amplo espectro de eventos enfrentados no comércio hoje: aumento de algumas tarifas comerciais, desaceleração do frete marítimo, interrupções na cadeia de suprimentos e crise de preços de energia.

OIV10

OIV11

Dados por Tipo de Produto

Vinho engarrafado (< 2 litros) representa 53% do comércio global, em volume, em 2021. Uma participação em linha com os registros dos últimos 10 anos. Esta categoria comercial aumentou em volume (+6%) e em valor (+13%) em relação a 2020. 

O vinho espumante representa 10% do volume mundial exportado e contabiliza em valor 22% do mercado global de exportações, tornando-se a segunda maior categoria em termos de valor depois do vinho engarrafado. Esta categoria aumentou tanto em volume (+22%) quanto em valor (+35%) face a 2020. Isto deve-se à reabertura dos canais HoReCa e retomada de encontros sociais, celebrações e eventos.

Bag-in-Box® (BiB) refere-se ao comércio de vinhos em recipientes com mais de 2 litros, mas menos de 10 litros. BiB representa uma quota de 4% em volume e 2% em valor do total das exportações mundiais. Esse categoria, em 2021, caiu nas exportações globais em volume (-8%) e em valor (-1%). Vale ressaltar que foi a categoria que mais cresceu em 2020 e, de certa forma, era esperada uma queda.

Exportação de vinho a granel (> 10 litros), a segunda maior categoria em volume no mercado de vinhos, em 2021 aumentou em termos de volume (+5%) em relação a 2020, mas viu um diminuição do valor das exportações (-5%). 

OIV12

Principais Importadores e Exportadores.

Em 2021, mais uma vez, o comércio internacional de vinhos foi dominado pelos três países da UE, Espanha, Itália e França que juntas exportaram 59,9 mhl, representando 54% das exportações mundiais de vinho. A participação em volume desses três países juntos teve um aumento significativo de 5,4 mhl em relação a 2020. Esse aumento foi resultado do aumento de exportações nos três países: Espanha (23,0 mhl, +14% / 2020), Itália (22,2 mhl, +7% / 2020) e França (14,6 mhl, +8% / 2020). França, Itália e Espanha são também os principais exportadores em termos de valor em 2021, com 11,1 bilhões de euros, 7,1 bilhões de euros e 2,9 bilhões de euros, respectivamente. Como em volume, esses 3 principais exportadores registram um aumento substancial no valor em relação a 2020: França (+27% / 2020), Itália (+13%/2020) e Espanha (+10%/2020). Esses três países respondem por 61% do valor das exportações totais este ano, crescendo em comparação com os 59% de 2020.

Na América do Sul, o Chile registrou um aumento no volume (+2%) em relação a 2020, atingindo 8,7 mhl de vinho exportado, e também um aumento de valor (+4%) atingindo 1,7 bilhão de euros em 2021. Já na Argentina, as exportações totais de vinho diminuíram significativamente em volume (-15%) em relação a 2020, atingindo 3,3 mhl em 2021. No entanto, o valor de suas exportações é de 700 milhões de euros (+6,7% / 2020). 

Na Austrália, devido ao aumento das tarifas chinesas que ocorreu em 2021, o comércio de vinhos caiu bastante em volume (6,3 mhl, -17% / 2020) e em valor (1,3 bilhões de euros, uma perda de 24% em relação a 2020). Nova Zelândia registra relativamente menores variações em ambos: os volumes (2,8 mhl, -0,6% / 2020) e valor (1,2 bn EUR, +1,7% / 2020).

As exportações de vinho sul-africano renascem devido à retirada progressiva das medidas de confinamento devido à pandemia de Covid-19, em comparação com o ano passado que foi impactado por medidas rígidas de bloqueio. O volume de exportação em 2021 (4,8 mhl) aumentou (+33%) e em valor também (634 m EUR, +18,6%).

Na América do Norte, nos Estados Unidos, o volume de exportação foi de 3,3 mhl em volume, uma queda em comparação com 2020 (-8,9%), enquanto o valor das exportações (1,2 bilhões de euros) aumentou (+6,8%). O Canadá registrou a maior variação positiva entre os principais exportadores, tanto em volume como em valor. Com um nível de 2,1 mhl em volume, as exportações canadenses aumentaram (+26%) em relação a 2020. Em valor as exportações subiram também (+68%).

IMG-20221218-WA0000

Em 2021, Alemanha, EUA e Reino Unido conquistaram as 3 primeiras posições em termos de volumes de vinho importado. Com 42 mhl, juntos respondem por 38% do total mundial e seus valores equivalentes somam 13,1 bilhões de euros, representando também 38% do total mundial.

Olhando para outros grandes importadores, na UE, a França, com 5,9 mhl, caiu no volume (-6%) entre 2021 e 2020, enquanto em valor, aumentou (+7%). A Holanda, com aumento de 7% no volume importado, atingiu 5 mhl, observando também um aumento de 11% em valor, atingindo 1,4 bilhões de euros. A Bélgica, com 3,9 mhl em volume e em 1,2 bilhão de euros, viu suas importações aumentarem tanto em volume como em valor em 29%.

Fora da UE, a Rússia importou 3,7 mhl em volume, representando um aumento de 6%, mas o valor das suas importações de vinho (949 milhões de euros) mantém-se em linha com o ano passado. O Canadá caiu para 4,2 mhl (-7%/2020) em volume, mas aumentou 10% em valor, atingindo 1,9 bilhões de euros.

Os maiores importadores de vinho da Ásia são a China e o Japão. Em 2021, a China importou 4,2 mhl em volume (-1,4%/2020) e 1,4 mil milhões de euros (-10,5%/2020) em valor. O Japão reduziu suas importações de vinho em 5%, importando um volume de 2,4 mhl, que teve um valor de 1,4 mil milhões de euros (+5% / 2020). 

IMG-20221219-WA0007

Bons vinhos a todos!

Fontes:
OIV – STATE OF THE WORLD VINE AND WINE SECTOR 2021

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s