As Novas Uvas Autorizadas em Bordeaux

Por Renato Nahas

Recentemente foi aprovada a utilização de novas variedade de uvas em Bordeaux. Estaria, então, sendo alterado o famoso “corte bordalês”, nome dado a mistura de uvas aprovadas para a elaboração do famoso vinho tinto local, composto principalmente por Merlot, Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc?

Como veremos adiante, não é exatamente assim. As mudanças terão um reduzido impacto no curto prazo. Mas o importante é o recado que sinaliza.

As uvas autorizadas na AOC Bordeaux

Os vinhos de Bordeaux são quase sempre elaborados em corte (utilizando a mistura de duas ou mais uvas). Apesar de existirem também vinhos varietais na região (elaborados com uma única casta), eles representam apenas uma pequena parte do total.

As regras seguidas na elaboração dos vinhos locais definem a existência de uvas primárias e secundárias. Como a nomenclatura sugere, as uvas primárias são as mais relevantes e representam a imensa maioria da área cultivada; coincidentemente 98% das tintas e brancas.

Para a elaboração dos vinhos tintos, as uvas autorizadas como primárias são: Cabernet Sauvignon, Merlot e Cabernet Franc. Já as secundárias são: Malbec, Carmenère e Petit Verdot.

Já para os brancos as variedades primárias são: Sémillion, Sauvignon Blanc e Muscadelle. E as secundárias são: Colombard, Mauzac Blanc, Merlot Blanc, Ondenc e Ugni Blanc.

Por que novas variedades de uvas?

Historicamente o amadurecimento das uvas sempre foi o grande desafio para os produtores de Bordeaux. O clima temperado e a distribuição irregular das chuvas sempre foram obstáculos aos viticultores a cada safra. E sem um amadurecimento adequado das uvas, o vinho dificilmente atinge os patamares adequados de teor alcoólico, sem contar que os aromas e sabores, sem uma maturação fenólica adequada, são afetados.

Recentemente, porém, passamos a observar vinhos bordaleses com elevados teores alcoólicos. Não é raro encontrar vinhos, de safras mais recentes, com 15% de teor alcoólico, o que era uma raridade há anos atrás. O impacto das mudanças climáticas é o grande personagem por trás dessa mudança.

Neste contexto, os produtores de Bordeaux passaram a buscar alternativas para fazer frente a nova realidade que se impõe a cada dia, decorrentes da mudança no clima. Dentre as várias iniciativas testadas, vale destacar:

  • A introdução de variedades de amadurecimento precoce e resistentes a temperaturas maiores.
  • A busca de uvas resistentes às doenças fúngicas. O comportamento irregular da distribuição das chuvas sempre foi um problema, mas se tornaram ainda mais relevantes com a nova realidade do clima.
  • Revisão das podas de verão. Com mais calor, a folhagem se torna ainda mais importante para proteger a fruta do sol.

A classificação dos Vinhos de Bordeaux

Antes de apresentar a regra de utilização das novas castas, faz-se necessário lembrar como funciona a classificação das AOC (Apelação de Origem Controlada) de Bordeaux:

As AOCs Comunais são aquelas de uma zona de produção específica, como por exemplo Margaux e Paulliac. As AOCs Sub-Regionais englobam mais de uma zona de produção, como por exemplo Medoc AOC. As apelações comunais e Sub-Regionais, juntas, respondem a grosso modo por 52% do total.

Já as apelações regionais, como Bordeaux AOC e Bordeaux Supérieur AOC produzem vinhos com uvas cultivadas em qualquer zona de produção da região. Com 48% da produção, abrangem os vinhos mais simples com menor preço comparativo, nunca esquecendo as tradicionais honrosas exceções a regra geral.

As regras para utilização das novas uvas em Bordeaux

As novas variedades de uvas autorizadas devem respeitar os seguintes critérios:

  • Apenas para as AOCs Bordeaux e Bordeaux Superieur.
  • Limitados a 5% do vinhedo de uma propriedade.
  • Não pode ultrapassar 10% do blend.
  • São 6 uvas: 4 tintas e 2 brancas.

Uvas Tintas autorizadas:

  • Arinarnoa:  um cruzamento de Tannat com Cabernet Sauvignon.
  • Castets: uma antiga uva, praticamente esquecida, variedade da região do Gironde e Pirineus.
  • Marselan: Cruzamento da Cabernet Sauvignon e Grenache.
  • Touriga Nacional: uma das mais importantes uvas de Portugal e uma das protanistas dos blends do Douro, assim como do Vinho do Porto.

Uvas Brancas autorizadas:

  • Alvarinho: nativa da Galícia, também conhecida como Albariño, destaca-se pela produção de vinhos com elevada acidez, mesmo  em condições de clima mais quente.
  • Liliorila: Cruzamento de Baroque com Chardonnay em 1956. Foi uma uva importante no Sudoeste da França, especialmente na AOC Tursan.

Detalhe: ALVARINHO SÓ É PERMITIDO PARA OS BORDEAUX. NÃO PARA O BORDEAUX SUPERIEUR

A sinalização é mais importante do que a mudança em si

Como pudemos observar, o impacto das mudanças aprovadas em Bordeaux ainda é muito restrito e limitado. Aparentemente, a entidade que regula as normas da AOC, em Bordeaux, antecipou-se um movimento dos produtores que iniciaram, por conta própria a busca por novas variedades.

O que realmente importa, portanto, é a sinalização. As novas variedades de uva terão uma pequena participação e, acima de tudo, serão restritas as AOCs regionais sem afetar as AOCs mais nobres.

Mas a sinalização dessa alteração é muito importante. Num ambiente em que as regras são seculares, e onde reina a tradição, o recado de uma mudança como essa é muito forte.

Renato Nahas é Sommelier formado pela ABS-SP e Professor nos cursos de Introdução ao Mundo de Vinho e Formação de Sommelier Profissional na ABS-Campinas. Obteve a Certificação Master Level em Borgonha, pela WSG, além da  FWS, IWS, SWS, CSW e WSET3. Além disso é Formador Homologado de Jerez.
 

13 comentários em “As Novas Uvas Autorizadas em Bordeaux

  1. Belíssimo texto, com ótimas informações. Sou a favor de mudanças em qualquer setor da economia. Vai ser muito curioso provar vinhos de Bordeaux com essas novas cepas. Parabéns, Nahas!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s