Porque a Uva Syrah Chama Shiraz na Austrália.

Por Priscilla Hennekam

Você sabe porque a Uva Syrah é chamada de Shiraz na Austrália?

Se você pensou que o nome Shiraz estava relacionado com a cidade Shiraz no Irã, talvez estivesse certo. Por muito tempo acreditou-se que a origem da uva Syrah, na região francesa do Vale do Rhône, era na verdade estacas de uvas de origem iraniana. Diz a lenda que Sterimberg, voltando das “Cruzadas”, trouxe com ele as estacas da uva Syrah / Shiraz do Irã para França. E que ele se tornou um eremita, morando em uma colina no Vale do Rhône, e neste local ele plantou um vinhedo que ficou conhecido como Hermitage (um dos vinhos mais prestigiados do Rhône). James Busby (pai do vinho australiano) acreditava nesta lenda, e talvez ele esperava que o nome “Shiraz” iria acrescentar mistério e um sabor iraniano ao seu novo empreendimento vinícola no Novo Mundo. É uma história linda, mas testes de DNA mostraram que a uva Shiraz ou Syrah é, na verdade, de origem francesa.

Mas qual é a diferença entre Shiraz e Syrah?

Apesar de nomes diferentes, elas são geneticamente a mesma uva. Syrah / Shiraz é um cruzamento de duas castas: Monduese Blanche e Dureza. A uva é conhecida como Syrah na França e é a uva principal no norte do Vale do Rhône que, com um clima continental, produz vinhos mais elegantes e sutis. A Syrah chegou nа Austrália no século XIX e evoluiu em sua forma de Shiraz (assim chamada na Austrália), se tornando a uva emblema do país. A Austrália tem a segunda maior produção de Shiraz no mundo (só perde para os franceses). A terra dos cangurus tem um clima mais quente, que permite que as uvas amadureçam completamente, produzindo vinhos frutados, encorpados e exuberantes.

O nome Syrah ou Shiraz pode ser usado para definir o estilo do vinho, por exemplo: Syrah “Velho Mundo – Vinhos Elegantes”, ou Shiraz “Novo Mundo – Vinhos Encorpados”. Mas, na verdade, não existe regras. O produtor pode rotular seus vinhos com qualquer um dos nomes, independente do estilo.

Mas é difícil associar um perfil de um vinho somente pelo nome “Syrah ou Shiraz”, não é mesmo?

No mundo dos vinhos é difícil de generalizar. Alguns Shiraz produzidos em regiões de clima frio na Austrália, como Adelaide Hills ou Yarra Valley, tem um perfil mais sofisticado e delicado do que os produzidos em Barossa Valley ou McLaren Vale, onde são mais ousados e concentrados. Na França isso também ocorre, por exemplo: Côte Rôtie AOP está associada com a elegância, enquanto Hermitage AOP tem reputação de vinhos com maior intensidade. E pra complicar ainda mais, existe outros nomes usados para a uva, como por exemplo: Sira, Sirac, Sirah, Syra, Syrac e etc.

Meu primeiro dia de trabalho na Vinícola Two Hands Wines em Barossa Valley, Austrália.

Mas se você não conhece a Austrália, vou te contar um segredo: os australianos adoram criar palavras, como por exemplo Breakkie para Breakfast, Mozzie para Mosquito, Macca’s para McDonald’s, Arvo para Afternoon e claro que com Syrah não poderia ser diferente.

Syrah Chileno: 9 Vinhos acima de 90 Pontos V3

Aprendeu a diferença?

Priscilla Hennekam
Mora e trabalha com vinhos na Austrália, além de trabalhar para a vinícola InnVernia, no Brasil.
Cursando o WSET4.
Sommelier formada pela Escola Argentina de Sommelier e pela CETT em Barcelona.
Certificação de Sommelier pela Court of Master Sommelier dos EUA.
Instragram: @hennekamsommeliere
Website: www.hennekamwines.com

10 comentários em “Porque a Uva Syrah Chama Shiraz na Austrália.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s